segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Desengasga!

Eu envelheci.


Observei as fotos antigas e não dá pra numerar quantas vezes eu suspirei.

Menina.

No corpo, no rosto, nas atitudes, nas palavras.

Envelheci.

Vi os um olhar penetrar minha espinha sob o som abafado de músicas das quais já não recordo agora; de quem eu falava?

Ah sim, falava de alguém que não tem um pingo de moral pra apontar o dedo na cara de ninguém.

Mas eu falava mal e eu já disse tudo isso pra ela.

Que seja.

Então assim demos as mãos: você que me repreendeu com olhar e não soube usar a voz, aquela pessoa de quem falava por ser como é e eu, por não conseguir esconder minha revolta.

Todas sujas. Pessoas sujas.

Eu envelheci e achei algumas rugas. Seriam elas meus desprazeres a encarar-me de frente?

Então eu vim aqui pra falar a verdade. Não me agrada a mentira, não tolero falsidade.

Então, desengasga!! Não olha não!

Desengasga!

Não cutuca não!

Desengasga!

E isso NUNCA será criar conflitos, é só o princípio dos nós desatados, o primeiro é o da sua garganta.

Cospe.

Mostra pra mim que cor tem aí por dentro.

Que vergonha.

Meninas más, estas choram.

Eu apenas grito.

Um comentário:

Alessandra disse...

Vc é linda!!!!!!!!!